Vida Sexual

Desfrutar de uma vida sexual saudável não tem nada de complicado, pelo contrário, é possível viver plenamente a abundância de ter sexo seguro quando quiser e sem problemas com disfunções, impotência, ejaculação precoce, falta de desejo sexual entre outras.

6 Dicas para desfrutar de uma boa saúde masculina e sexual saudável
6 Dicas para desfrutar de uma boa saúde masculina e sexual saudável

A saúde sexual sem sobra de dúvidas é uma parte integrante da felicidade, do bem-estar e principalmente contribui para uma melhor qualidade de vida como um todo. Mas, como manter uma vida sexual ativa e satisfatória? Aqui estão algumas dicas a seguir.

1. Comer alimentos saudáveis.

A sexualidade e a masculinidade é um reflexo do estado geral de sua saúde. Para ter uma vida sexual ativa, é bom para cuidar bem da sua dieta e selecionar o que come com muito cuidado.

Ter uma alimentação saudável irá nutrir seu corpo com tudo que ele precisa para estar no seu melhor nível para enfrentar as várias situações diárias, incluindo a prática de sexo com qualidade.

Além disso, uma dieta saudável (pobre em gorduras, sódio, carboidratos maus, por exemplo) pode ajudar no combate de inúmeras doenças como: pressão alta e colesterol alto, ambas estão associadas com disfunção eréctil (impotência sexual), que afeta quase um quatro homens em dez após os 40 anos de idade.

2. Pare de fumar ou fique broxa.

O tabagismo que é o ato de fumar cigarros de fumo diminui a vitalidade masculina e afeta as mulheres igualmente, na parte sexual então nem se fala, a qualidade fica comprometida até mesmo pelo odor de um fumante.

Além disso, o tabaco provoca um fenômeno de constrição dos vasos sanguíneos em todo o corpo, quando aos órgãos genitais nem precisa falar que fica altamente comprometido.

Nos seres humanos, quando esta diminuição do fluxo sanguíneo enviada para o pénis, resulta na dificuldade de manter ereções firmes e consistentes. Nas mulheres, este fenômeno também ocorre nas áreas genitais, causando vários problemas, incluindo a redução de lubrificação e redução do desejo sexual.

3. Manter o peso adequado e saudável.

As pessoas que estão com sobrepeso ou até mesmo com obesidade correm maior risco de manifestar pressão arterial alta, ter colesterol elevado e consequentemente contrair diabetes. Com esses condições médicas o mais provável é que a saúde sexual seja afetada.

Entenda que manter um peso saudável não é previlégio, é necessidade e ajuda muito, entre outros coisas, evitar todas as doenças que estão associadas com a impotência sexual, a disfunção eréctil e outros problemas sexuais.

Além disso, o fato de você se sentir bem mais leve e flexível com seu corpo, pode ajudá-lo a viver uma sexualidade mais apurada, aprazível e satisfatória.

4. Pare ou limite o consumo de álcool.

Muitos pensam e acreditam piamente que o consumo de álcool facilita e melhora as relações sexuais, enquanto que na realidade é bem diferente desse pensamento.

Diversas pesquisas tem mostrado que o consumo de grandes quantidades de álcool pode ter uma influência negativa sobre a capacidade e o desempenho sexual tanto de homens quanto de mulheres.

O álcool pode por exemplo, reduzir a capacidade de um homem ter e manter uma ereção sustentável. Nas mulheres, as altas doses de álcool pode reduzir a capacidade de se tornar sexualmente excitada e chegar ao orgasmo.

5. Conversar sobre a qualidade do sexo com seu parceira.

Para viver uma vida de sexo e prazeres na cama com sua companheira, é importante se sentir confortável e confiante.

Tenha sempre boas conversas sobre o assunto, sempre escolha lugares apropriados para falar sobre seus gostos e preferências na relação sexual, assim como também saber os dela própria.

Em qualquer dos casos, você deve sentir-se livre para tentar coisas novas e respeitar a esfera sexual do par. Não faça nada para agradar o sua parceira se ele faz você ficar totalmente confortável.

6. Cuide-se e proteja-se sexualmente falando.

Se você não estão disposto a enfrentar a possibilidade de uma gravidez indesejada, não se esqueça de usar um contraceptivo como uma camisinha por exemplo.

Coloque sua segurança em primeiro lugar sempre, afinal o uso do preservativo oferece proteção extra reduzindo o risco de contrair uma ou mais doenças sexualmente transmissível (DST). Bom é isso por enquanto.